4 de out de 2017

Meu maior vicio

Olá galerinha, olá gente, olá Brasil sil sil!
Não sou a fênix, mas retornei, e não das cinzas, mas de uma tremenda cólica.Pensa numa dor que parece que tem alguém sambando de salto agulha na sua barriga, e jogando sal grosso com Glitter... e além disso, sabemos que num único dia, nosso humor altera em questão de segundos.Tô bem e do nada, de repente, estou possuída por um ser maléfico e cheio de fome e num outro instante estou com fome de leão e quando vejo; Estou assistindo um filme chorando horrores comendo como se não houvesse um amanha.
Mas não estou aqui para falar de dramas e conflitos que uma TPM possa causar. Estou aqui para desabafar.Isso é super legal, por que não preciso pagar um psicologo e nem fica falando da mesma coisa para pessoas diferentes, tentando acreditar que alguém vai me entender.Porque na boa, as vezes, nem queremos ser entendidas,apenas ouvidas! E caí entre nós, eu falo pra de-deu!

Bem, meu namorado uma dessas vitimas, que tem que conviver com meus dilemas, crises de TPM, meus bate papos que parecem sermões da montanha rsrs. ele ainda tem que conviver com uma guria que tem vícios. E não estou falando de drogas como: maconha, cachaça e etc.


Meu vicio começou como uma brincadeira, e hoje percebi que realmente sou viciada e que posso começar a ter problemas futuros.Afinal, tudo que causa uma dependência, causa consequências, como tudo na vida.
Eu sou viciada em colorir meus cabelos, pode parecer uma coisa boba, uma coisa até normal.Afinal pintar/colorir o cabelo é super normal.Seja para o objetivo de cobrir os fios brancos, ou retocar ou realçar a cor ou até dá um tchan no visual... Só que para mim, eu não sossego com uma determinada cor.Quando já to um tempo com uma cor, quando parece que sosseguei, pah!Tô eu mexendo na coloração, usando meu par de luvas látex e me sentindo o Sr. Walter de Breaking Bad, mexendo naquela química e criando mais uma cor no meu banheiro, ou para mim, meu laboratório.
Sem contar as manchas nas mãos, em camisetas, tolhas...se pintou de vermelho até parece que tu matou alguém.

É como se eu não pudesse mudar minha vida, e mudar a cor do cabelo me deixasse melhor, com uma sensação de que to com o controle, que eu posso mudar alguma coisa.E percebi que mudo drasticamente quando estou me sentindo incomodada com alguma situação.De cabelo preto, vou pro loiro,do vermelho, vou pro azul e tal.Já tive cabelo de tudo quanto é cor.
Tia joy, mas isso não é ruim.Menina claro que é!Como todo vicio, causa gastos, dependência e como já dito: Consequências.

Por exemplo: Já perdi as vezes de quantos cortes químicos já tive no cabelo, por fazer vários procedimentos de descoloração e coloração. Gastos com cremes de hidratação, reconstrução e bla, bla,bla. Ressecamentos e pontas duplas, nem se fala, por mais que cuida-se sempre apareciam.Já perdi emprego por ter o cabelo com uma cor diferente, isso é super chato, por que por mais que você tenha a experiência, a capacidade que pedi a vaga, você não consegue porque não tem a cor "normal" nos cabelinhos.Mas enfim, não adianta chora pela tinta derramada.Eu não preciso desse emprego, meu marido tem dois empregos #SQN
   Já teve vezes que em uma semana, eu descolorir e pintei o cabelo mais de três vezes! Só não fiquei careca por um milagre.Eu tive várias cores de cabelos, muitas das vezes pintei por impulso sim! Porque tava triste e não tinha o que fazer.E quando você tem essas atitudes, tem que ser ter cuidado.Cabelo, exige cuidados sim!É  algo seu, que faz você se unica, ou descolada, ou cobiçada, ou apenas você.O fato é não perde sua identidade, não perde a autenticidade, não se perde.Fazer pra se sentir bonita, pra mudar de vez em quando é super legal.Mas não se tornar uma dependente disso, ou se iluda achando que mudar a cor do cabelo, seus problemas irão se reduzir, desaparecer e que você será a nova diva da caixinha da koleston ou da loreal, ou que seu ex vai aparecer na porta e dizer:      Uuuuual, essa cor me fez perceber que eu fui um canalha, eu te amo.Te quero.

Hellou miga, não.Não e não.Pela Amônia, não!
Pintar muda só a cor do cabelo, não fará milagres, não mudará caráter de ninguém.Então não se iluda,assim como a guria que ta com o cabelo preto azulado e quer ficar loira platinada, assim do nada.Não to falando que é impossível, mas não é rápido e muita das vezes não é fácil.      

Genti e quando você pensa que o cabelo vai ficar de uma cor, e fica de outra?Ou quando fica manchado?Socorro! Quem colore em casa sabe bem do que estou falando.E isso é fichinha, porque muita das vezes,a guria, faz tanta coisa no cabelo, como progressiva, botox, escova argentina, boliviana, jupiteriana, napolitana e etc, que o cabelo entra em choque e começa a derreter.Isso nunca me aconteceu, mas imagina a aflição!Ui!

Estou mudando menos o visual, procurando ocupar a mente quando surge a ideia de mudar a cor do meu cabelo e tem dado certo.Tenho que cuidar deles, afinal do que adianta ter a cor tão desejada, mas o cabelo parecendo uma palha né?


E você já mudei a cor do seu cabelo quantas vezes? Tem vontade de pintar de alguma cor?

11 de ago de 2016

Amizade colorida



Opa, cheguei!


Hoje quero falar de uma experiência pessoal.Não estou falando de testes em laboratórios ou coisa do tipo.Nunca fui cobaia de nada, a não ser das minhas próprias presepadas.


AMIZADE COLORIDA! Um assunto que sempre gerou discussões, dúvidas,preconceitos, brigas, guerras e morte. -Tá não é pra tanto.

Você já se envolveu nesse tipo de relação? Tem curiosidade? Que tal uma lidinha no texto da titia Joy, e depois você se decide.Bora lá.

Na maioria das vezes quem se envolve nesse tipo de relação, na verdade, já sofreu algum tipo de desilusão amorosa, mas já levou tanta bota, já chorou horrores,e já se xingou tanto por sofrer por quem não merecia, que decide não sofrer mais por "amor". Aí, aparece aquele cara, gente boa, bonitão, vocês parecem ter tudo a vê,filmes, músicas, até em algumas opiniões vocês se entendem.
Ou é aquele amigo que sempre esteve por perto nos bons e maus momentos da sua existência, que te ouviu, que brigou com você, que te apelida dos mais estranhos apelidos.E um dia, vocês percebe que pode rolar algo mais que uma simples amizade.

Nos dois casos, a dúvida é inevitável: Será que eu deveria?
E antes que você possa se responder, já está acontecendo.Começa de forma discreta, afinal, isso é uma das coisas que acontece nesse tipo de relacionamento.Discrição.


Eu não acho que o começo seja ruim, nem muito menos o fim... o problema, é o durante.Ele sim vai dizer como vai acabar e como vocês ficarão nesta historia.

Amizade colorida, tem a discrição, e muitos acham que outra característica deste tipo de relação é a falta de cobranças. E quem tem uma amizade colorida está livre disto.Pobre engano.


Lado A:

Quando se começa a amizade colorida, como tudo que é novidade, parece bom, e realmente é.Você tá com uma pessoa que já tem afinidades, vocês conversam sobre qualquer assunto.Não á discussões, brigas de ciúmes, vocês podem sair cada um por um lado, com seus outros amigo, que não vai gerar questionamentos.

Não precisa apresentar pra geral, nada de apresentações formais como: Mãe, pai, meu namorado. 
E depois de duas semanas, ter que dizer que o namoro não deu certo, acabou.
Seu amigo é amigo, com a vantagem de poder beijar.Andar de mãos dadas e ficarem abraçados.Claro, que nem sempre em público, por que querem a tal da discrição.

Então, quem tem amizade colorida pega todo mundo? Fica com um e com o outro na frente do tal amigo e isso não pega em nada? Pega todos os amigos? 
Gentem! Não né.Não é nenhuma patifaria não. O casal tem que se respeitar. Isso na maioria dos casos é discutido entre eles, vai de cada um.É como se fosse um acordo.Quem determina são eles próprios, em conversas descontraídas.E não, não é bagunçado assim, ninguém vai passar o rodo nos amigos.



Lado B:
Como tudo na vida, tem seu lado ruim.E nesta questão não seria diferente. Não é regra qual dos dois vai cobrar isso, na maioria das vezes são as mulheres, mas pode acontecer ao contrário.E isso não mudará o fato, vai acontecer.
Pode levar semanas, meses e até ano.Mas não durá mais que isso.

Depois de um certo tempo na relação, um dos dois terá a necessidade de querer assumir, de querer realmente um relacionamento mais sério. O que antes não queria. Agora parece está batendo na porta, socando, berrando querendo entrar.

E nem sempre a outra pessoa pensa o mesmo.Para o outro alias, está bom do jeito que esta.E aí começam os problemas.As discussões que não se tinham estão presentes, você já não podem falar de tudo, porque vai rolar brigas, você já não pode sair como antes, porque o ciúme vai está ali e gerar questionamentos.

Esse ponto da relação é perigoso, por que isso pode definir que você terá um namoro ou perderá o grande amigo.

Então amizade colorida acaba? Querida, na vida tudo acaba (risos). Não são todas as pessoas que tem a facilidade de entrar nesse tipo de relação, não é fácil,assim como um namoro, casamento.E é tão dolorido quanto o termino de qualquer outro. 

Na real, a amizade pode até continuar mais não será a mesma.E sim poderá até acabar. 




Tudo na vida se tira uma lição, ou você aprende de um jeito ou você repete a matéria. Eu não precisei, seguir em frente, foi difícil, foi.Mas fez tão bem, e percebi com o tempo que fiz a escolha certa. 

Se você não quer cobranças, discussões, responsabilidade num relacionamento.Não se envolva com ninguém.Fique sozinho(a).Ou deixe isso bem claro, para a pessoa que queira algo com você.Não brinque com os sentimentos das pessoas. Hoje possa ser que você seja o coração de pedra, mas um dia pode alguém vir com uma britadeira.

Beijinhos galera. 


8 de ago de 2016

Profissional na área da confusão

Hellou pipocas!!!



Segunda feira, dia em que muitos tem uma certa antipatia, bate aquele desanimo, aquele arrependimento por ter ido dormir tardão no domingo.
Por ser pra muitos, o primeiro dia na semana.E para quem tem seu emprego, tem esse luxo de poder reclamar que vai acordar cedo, vai encarar trem ou metrô lotado, e por aí vai...O assunto de hoje, tem cara de segunda feira.Não, nada de mau humor, remelas nos olhos e nada de cabelos cheio de nó e cara amassada de sono.

Vamos falar de trabalho! Já que não possuo um né, pelo menos, posso falar sobre.

Colegas de trabalho que dão muito trabalho:


"Ah trabalho,nada mais trabalhoso que trabalhar."
Como diria, nosso eterno Seu Madruga.Ainda mais quando se tem colegas de trabalho que parecem sair de casa com o proposito de ser o próprio capiroto.E atazanar sua paz e fica atentando sua paciência.

Você até gosta do seu emprego, mas tem aquele colega mala, pé no saco, chato.Você tenta não fica próximo, tenta evitar contato com o olhar, por que sabe que ele é encrenca.

Sua forma de trabalhar sempre é questionada e sua postura dentro da empresa nunca é boa o suficiente para ele.Na verdade, para ele, todos são ruins e só ele trabalha bem e trabalha demais.Se acha mais rápido, mais habilidoso e um profissional completo.

E o pior. O ser, não é seu chefe, não é seu líder, é um colega de trabalho, que tem a mesma função que você,e  que ganha o mesmo que você!
Questiona as decisões dos líderes, contudo, não na frente do mesmo, cria intrigas entre os colegas, cria confusões e deixa o circo pegar fogo.Causando um ar desconfortável na equipe, afetando o rendimento do grupo e causando muitas ulceras.

E se alguém bate de frente com ele, o discurso já vem pronto: "Sou profissional, vou trabalhar com você, mesmo que eu não queira, estou aqui para trabalhar."

É incrível como pessoas assim são comuns no nosso dia a dia.Tem uns que nem reparamos, porque não nos afeta diretamente, uns que sabemos da fama e temos cuidado para não bater de frente, pois não vale a pena. O jeito é respirar fundo e contar, contar muito para não fazer a besteira de querer bancar de Rocky Balboa.

Mas, não existe só esse tipo de colega de trabalho numa empresa, que tal dá uma olhadinha e vê se identifica mais tipos no seu ambiente de trabalho ou se você é um dos tipo abaixo:


O Nojinho:
Ele sempre passa mal durante a semana, ou uma vez no  mês. Seja por qual razão, ele vai faltar ou terá que sair cedo por que não esta se sentindo bem.


O sedutor:
Sabe aquele(a) que acha que pode ficar com qualquer um do setor ou da seção, que se acha irresistível? Ele(a) sempre tá se jogando pra alguém e acredita no seu poder de sedução.


O bobo da corte:
Ele até tenta, as vezes consegue até ser engraçado, mas, se torna mesmo inconveniente.Piadas em horas, locais e com pessoas erradas, muita das vezes coloca nosso bobo da corte em saias justas.Quando tudo o que ele quer, é que o achem legal.

O chefão substituto:
Esse tipo de funcionário, é aquele que quando o líder da sessão precisa sair, deixa ele responsável pelo setor.Pode ser pra cobrir a ausência do chefe por meia hora, só até acabar a reunião... E o funcionário se empolga e coloca o líder nato adormecido pra fora. É como dizem: Se quer conhece uma pessoa dê poder a ela.
                                     


O sem noção:
Ele pega pesado quando o assunto é querer chamar a atenção do grupo. Não mede as consequências de suas ações e muitas das vezes age por impulso. O único a ser prejudicado é ele mesmo, por parece sempre um doido.E nunca ser levado a sério.



O motivacional:
Esse só quer o bem dos companheiros, sempre podem contar com seu apoio e suas palavras amigas.Ele sempre vai te convencer, mesmo você não acreditando, que é capaz para realizar as funções. Seja com abraço, discurso e vale até uma oração.


O atrasado:
Anos de empresa e uma coisa não muda, seu colega sempre chega atrasado.E sempre tem um bom motivo, pode acreditar.



A dupla dinâmica:
Você não sabe se são irmão, primos ou se tem até um caso, mas seja onde um for, o outro vai está lá.Sempre fazem questão de estarem juntos, saírem juntos , enfim é um grude só.Duas cabeças pensam melhor do que uma.Será?


O redes sociais:
Esse sempre tá com um olho no trabalho e o outro no celular, conectado nas redes sociais. Cuidado para não ser conectado direto pra rua.



Nossa galera se eu fica aqui falando dos tipos que encontramos em nossos locais de trabalho, eu vou ter muito trabalho e sem remuneração!
E você gostou do texto de hoje? Conhece outro tipo de funcionário? Mande pra cá.
Curta e compartilhe

E lembre-se: Aqui não é texto pra auto ajuda, ou guia de como viver sua vida.Nem tem contextos científicos . (Isso já deu pra perceber né).


P.s- Sim eu curto o Jim carrey...
Beijinhos.




2 de ago de 2016

Tipo de casais



Oie,cheguei povão!Quanta empolgação, claro, eu sei que de minha parte... 
Hoje vou falar daqueles casais que você identifica na rua, na chuva ou na fazenda, ou até mesmo em vagão de trem ou aí mesmo, na sua casa.Vale lembrar, que isso não são fatos científicos.
Bora lá então.

Casal Diabetes:

1 de ago de 2016

De repente 30













Olá
Hoje quero falar sobre algo que tenho ouvido muito..Não, não é sobre os Australianos,americanos divinos que aterrissaram como anjos em solo brasileiro, nessa semana de estréia das Olimpíadas.E muito menos sobre a crise!